Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BIBLIOFALCÃO

Sítio da Biblioteca da Escola Secundária José Falcão, em Coimbra

Sítio da Biblioteca da Escola Secundária José Falcão, em Coimbra

BIBLIOFALCÃO

28
Set23

Projeto “Escola a Ler” – 4ª parte

4, REGISTOS AUDIOVISUAIS

Bibliofalcão, Coimbra

Projeto “Escola a Ler”

4ª parte – REGISTOS AUDIOVISUAIS

 

Nesta publicação indicamos os endereços eletrónicos para poderem aceder aos materiais produzidos no decurso deste projeto.

 

4.1 – Catálogo de Aquisições realizadas a partir do financiamento deste projeto.

 

Catálogo_capa.png

 

a) Link para aceder ao Catálogo em PDF:

https://drive.google.com/drive/folders/1RRYpyDcvYUqb5qHoqAZslMKSFOHw7XPY

 

Catálogo_guardas.png

 

b) Link para aceder ao Catálogo em FLIPBOOK:  https://www.flipbookpdf.net/web/site/e40c4ffcbdad297d8ef2f9498e3a12462965b2d2202309.pdf.html#page/24

 

Catálogo_pág.s interiores.png

 

 

 

 

 

 

27
Set23

Projeto “Escola a Ler” – 3ª parte

3.RESULTADOS

Bibliofalcão, Coimbra

Projeto “Escola a Ler”

3ª parte – RESULTADOS

 

Os nossos alunos ficaram bastante satisfeitos relativamente à sua participação no Projeto “Escola a Ler”, pelo que transcrevemos algumas das suas opiniões:

 

Frases retiradas de textos escritos pelos alunos do 7º ano sobre o projeto “Escola a Ler”

 

- Na minha opinião, a leitura deveria ser um exercício regular para o cérebro, porque enriquece muito a nossa fala, a criatividade, a capacidade de interpretar e muito mais.

- As sessões foram muito divertidas. Parece que mergulhei no livro e só saí “da água” quando ouvi o som da campainha.

- A minha experiência no momento de leitura foi boa, porque ni início eu não tinha vontade de ler como tenho agora.

- Depois de ler um livro que gostamos, começamos a interessar-nos mais pelo mundo dos livros.

- As sessões de leitura eram calmas, nem havia barulho, estávamos todos envolvidos pelos livros que líamos.

- Eu costumo ter dificuldades de concentração, mas com as sessões de leitura sentia-me num mundo à parte. Acho que este projeto deve continuar.

- Na minha opinião, o projeto “Escola a Ler” deve continuar, pois é uma forma de incentivar as pessoas a lerem mais na sua rotina diária.

- As sessões de leitura ajudaram-nos a pôr de parte, durante algum tempo, os telemóveis.

- Ler pode ser uma forma de relaxar, de descobrir novas palavras e de aprender muitas coisas.

- O projeto desenvolvido nas aulas de Português foi benéfico para mim, os momentos de leitura ajudam a “desligar” um pouco do mundo e a desfrutar e adquirir conhecimento.

- As sessões de leitura ajudaram-me a aproveitar cada segundo, foram momentos de sossego e, claro, ler é muito bom e comecei a ler mais, até em casa, coisa que não fazia com muita frequência.

- Na minha perspetiva, todos deveriam começar a ler um bocadinho todos os dias.

- A minha experiência com o projeto “Escola a Ler” foi muito divertida a positiva porque, antes de termos os momentos de leitura, nunca me tinha apercebido de como os livros são bons, eu achava que ler era uma seca, mas gostei tanto que passei a mudar esse pensamento.

- A minha experiência nos momentos de leitura foi boa, gostei porque passei a gostar mais de ler e algumas coisas que li levaram-me a pensar sobre as minhas atitudes e as minhas escolhas.

- Eu era uma pessoa que raramente lia, mas com o projeto “Escola a Ler” comecei a apreciar a leitura e vi como ela pode ser vantajosa.

- Eu sou apaixonada pela leitura! Adoro, pois é como se fosse para outro mundo e, de certa forma, é uma maneira de fugir, mesmo que por momentos, da rotina da nossa vida.

- A minha experiência com os livros é muito recente, pois nunca gostei muito de ler, achava que era uma perda de tempo, mas este ano mudei essa perspetiva e comecei a ler. Comecei e gostei muito. “Viajei” para outros lugares e “conheci” outras pessoas.

- A minha experiência de leitura nas diversas sessões realizadas ao longo do ano foi incrível e acho que esta iniciativa deve ser alargada a outros jovens, a outras turmas, a outras escolas…

- É muito importante ler para termos um maior conhecimento do que se passa ao nosso redor e para sabermos pensar por nós próprios, pois se não o fizermos não temos noção do que é certo ou errado e é muito mais fácil deixarmo-nos levar pelos outros.

- Com a criação das redes sociais, as pessoas passaram a estar sempre, ou quase sempre, agarradas aos ecrãs, o que faz com que a maioria não consiga pensar e sejam um pouco como as ovelhas, que vão atrás do rebanho. A leitura ajuda-nos a perceber que há um mundo fora dos ecrãs e a pensar, tornando-nos seres únicos.

- Com as sessões de leitura, para além de passar a ler regularmente, tomei contacto com um espaço da escola que nem sempre frequentamos: a biblioteca, percebi que há todo um mundo nos livros à espera de ser descoberto.

- Uma maneira de incluir a leitura na nossa rotina é nas escolas e acho que o projeto “Escola a Ler” é uma boa forma de o fazer.

- O melhor dos momentos de leitura foi, não só o começarmos todos a ler, mas também a partilha de experiência, a troca de livros, a liberdade que a professora nos deu e a descontração que sentimos.

- Adorei as sessões de leitura pois passei a ter mais interesse pelos livros e pelas histórias que neles podemos descobrir e porque foram momentos de “liberdade” e em que me senti bem na escola e na sala de aula.

- O que eu mais gostei, para além do que aprendi, obviamente, foi o facto de a professora nos deixar estar à vontade, fazer as nossas próprias escolhas, mas sempre com o seu acompanhamento. Também adorei podermos sentar-nos no chão e podermos trocar ideias sobre o que estávamos a ler e podermo-nos aconselhar uns aos outros sobre o que ler a seguir.

- Agora já sou capaz de falar com as outras pessoas sobre os livros, sobre o que já li e sobre o que ando a ler. Sinto-me mais culto e tenho de agradecer à professora de Português, aos elementos da Biblioteca Escolar e à escola por nos terem dado esta oportunidade que, inicialmente, achei que seria uma seca, mas que agora não trocaria por nada.

 

(Alunos das várias turmas de 7º ano sobre a sua experiência de leitura, no âmbito da ação “Escola a Ler”, implementado nas aulas de Português da professora Umbelina Loureiro)

 

Nota: não foram identificados os autores das várias frases para não melindrar aqueles cujos textos não foram selecionados e porque muito mais opiniões e pontos de vista válidos foram apresentados para além dos aqui elencados.

estante_árvore.jpg

 

 

26
Set23

Projeto “Escola a Ler” – 2ª parte

2. IMPLEMENTAÇÃO

Bibliofalcão, Coimbra

Projeto “Escola a Ler”

2ª parte – IMPLEMENTAÇÃO

 

Os docentes envolvidos na dinamização deste projeto na nossa Escola foram:

- a Dr.ª Isabel Monteiro, docente de Português; a Dr.ª Maria de Fátima Morgado, docente de Inglês; o Dr. Paulo Dias, docente de Português e Francês; e a Dr.ª Umbelina Loureiro, docente de Português.

Coordenou o projeto ao nível da Escola o Professor Bibliotecário Paulo Santiago.

 

Participaram neste projeto 6 turmas do 3º ciclo do ensino básico, num total de 131 alunos, distribuídos da seguinte forma: 21 alunos do 7º1, 21 do 7º2, 22 do 7º3, 21 do 8º1, 26 do 8º3 e 20 alunos do 9º2.

 

De acordo com o calendário escolar, cada docente sumariou pelo menos 4 sessões em setembro, 8 em outubro, 8 em novembro, 4 em dezembro, 8 em janeiro, 6 em fevereiro, 8 em março, 4 em abril, 8 em maio e 2 em junho, num total de 60 sessões previstas.

 

Ao longo do ano letivo foram dinamizadas 258 sessões de trabalho (mais 18 do que as inicialmente previstas), das quais: 105 no 1º período, 91 no 2º e 62 no 3º período.

 

Gráficos 1.png

 

A atividade nº 3. “Tempo para ler e pensar!” foi a mais dinamizada com 105 sessões, o que corresponde a 41%.

Em segundo lugar, a atividade mais dinamizada foi a nº 2. “Projeto pessoal de leitura” com 82 sessões, o que corresponde a 32%.

Em terceiro lugar, ficou a atividade nº 4. “Vou levar-te comigo!” com 71 sessões, o que corresponde a 27%.

 

Gráfico 2.png

 

Por turmas, no 7º 1 realizaram-se 76 sessões, no 7º 2 realizaram-se 52, no 7º 3 realizaram-se 23, no 8º 1 realizaram-se 14, no 8º 3 realizaram-se 31, e no 9º 2 realizaram-se 62.

25
Set23

Projeto “Escola a Ler” – 1ª parte

1. APRESENTAÇÃO

Bibliofalcão, Coimbra

Projeto “Escola a Ler”

1ª parte – APRESENTAÇÃO

O Projeto “Escola a Ler” foi promovido pela RBE (Rede de Bibliotecas Escolares), pelo PNL (Plano Nacional de Leitura 2027) e pela DGE (Direção-Geral de Educação) no âmbito do “Plano 21|23 - Escola+” para os alunos do ensino básico e foi desenvolvido entre janeiro de 2022 e julho de 2023.

O principal objetivo deste plano era promover a recuperação das aprendizagens perdidas durante a pandemia, com destaque especial para a leitura, através da realização de atividades que proporcionassem um trabalho sistemático, estruturado e diversificado, potenciando o contacto dos alunos com livros que os motivassem e estimulassem para a prática regular e continuada da leitura.

Os objetivos do Projeto “Escola a Ler” eram:

- Desenvolver as competências de leitura, melhorando a fluência e a compreensão leitoras;

- Fazer do uso do livro, da leitura orientada e da escrita uma rotina diária/semanal em sala de aula;

- Promover a literacia literária como instrumento para a fruição de textos gradativamente mais extensos e complexos, que garantam o gosto de ler.

 

Das seis atividades propostas, foram selecionadas três para serem implementadas na Escola Secundária José Falcão, em Coimbra, a saber:

  1. Projeto pessoal de leitura
  2. Tempo para ler e pensar!
  3. Vou levar-te comigo!

 

Breve Descrição de cada Atividade (de acordo com os impulsionadores do Projeto):

  1. Projeto Pessoal de Leitura

 Desenvolvimento de projetos individuais de leitura que explicitem objetivos de leitura e impliquem o contacto com temas comuns em obras, em géneros e em manifestações artísticas diferentes (obras escolhidas em contrato de leitura com o(a) professor(a)).

  1. Tempo para ler e pensar!

Leitura e exploração de livros, jornais, revistas e/ ou outros materiais de leitura na biblioteca escolar em articulação com docentes de diferentes áreas curriculares, com periodicidade e tempo estipulados (desejavelmente mensal, em cada turma).

  1. Vou levar-te comigo!

Dinamização periódica de sessões de requisição domiciliária na biblioteca escolar, em articulação com os docentes da turma e com recurso a estratégias motivadoras.

titulo 1_1980x1080px_cortada.png

 

12
Mai23

Parabéns, Manuel Alegre!

Bibliofalcão, Coimbra
Parabéns, Manuel Alegre!
Parabéns pelo dia de hoje, 12 de maio de 2023, dia de celebração dos 87 anos do nosso Grande Poeta, no qual se lembra também que há precisamente 60 anos estava na cadeia, situação a que se refere no seu texto «Rosas Vermelhas».
Fazemos votos de que por muitos anos continue a dar-nos o prazer da sua escrita, em especial da sua poesia inigualável!
 

manuel_alegre_foto_lusa e livro-2.jpg

 
Aceda ao conto "Rosas vermelhas", um Hino à resistência, publicado na obra "Praça da Canção" pelo Cancioneiro Vértice, em Coimbra, em 1965, clicando no endereço:
 
 
03
Mai23

Blog "Ciência na ESJF"

Bibliofalcão, Coimbra

Blog "Ciência na ESJF"

Já está disponível o blog "Ciência na ESJF", de autoria da Professora Maria Carolina Geraldes, a partir da ligação: https://ciencianaesjf.blogspot.com 

Este é um espaço de divulgação de Ciência da Escola Secundária José Falcão, em Coimbra.

Pretende-se que seja um espaço de interação e partilha de conhecimento através de várias propostas de atividade. 

Essencialmente dirigido aos alunos da Escola Secundária José Falcão, as diversas atividades podem ter a participação de outros interessados. Os diversos materiais aqui disponibilizados têm a participação dos alunos da Escola.

Aqui serão divulgados vários desafios aos quais poderás responder mensalmente; serão publicados padlet para os quais és convidado a participar; jogos sobre algumas aprendizagens e pequenos vídeos.

Contamos Contigo!

Este recurso foi integrado no sítio da Biblioteca Escolar e pode ser acedido a partir do menu “Recursos”, submenu “Materiais de apoio”.

Visita-o!

blog 2.png


21
Abr23

a Ideologia e Eu

Materiais produzidos

Bibliofalcão, Coimbra

Quando os nossos alunos constroem conhecimento! trabalho articulado entre a disciplina de História e a componente de Cidadania e Desenvolvimento

No decurso da dinamização da rúbrica temática “a Ideologia e Eu” por parte do docente Januário Mateus, com a colaboração da Biblioteca Escolar, divulgamos os materiais mais significativos produzidos pelos alunos no âmbito das temáticas oportunamente investigadas e apresentadas, designadamente, alguns diapositivos relativos às apresentações de ideologias como o Marxismo-Leninismo, o Estalinismo, o Fascismo, o Nazismo, o Salazarismo, o Marcelismo, a Social-Democracia e a Democracia Cristã.

 

 
 
 
 

 

08
Mar23

Quando os nossos alunos constroem conhecimento! trabalho articulado

Bibliofalcão, Coimbra

 

Dando continuidade à dinâmica de articulação com a disciplina de História, em conjugação com a componente de Cidadania e Desenvolvimento, a rúbrica temática a Ideologia e Eu, que implica um processo de pesquisa de informação e consequente elaboração de produtos finais a apresentar pelos alunos, teve mais numa iniciativa. 

Em 2023, a 22 de fevereiro e 08 de março, na biblioteca escolar, no âmbito das atividades de combate ao racismo e discriminação, decorreram as sessões de apresentação dos trabalhos pelos alunos das turmas 7 e 8 do 12.ºano aos alunos das turmas do 12.º1 e 10.º1, respetivamente.

Das temáticas investigadas e apresentadas salientam-se as apresentações e debates sobre: o Marxismo-Leninismo, o Estalinismo, o Fascismo, o Nazismo, o Salazarismo, o Marcelismo, a Social-Democracia e a Democracia Cristã. 

Conforme a planificação, esta iniciativa concretiza o explicito no número 5 do artigo 2.º da Lei de Bases do Sistema Educativo “(…) o desenvolvimento do espírito democrático e pluralista, respeitador dos outros e das suas ideias, aberto ao diálogo e à livre troca de opiniões, formando cidadãos capazes de julgarem com espírito crítico e criativo o meio social em que se integram e de se empenharem na sua transformação progressiva” e o consagrado na alínea c) do artigo 9.º “Fomentar a aquisição e aplicação de um saber cada vez mais aprofundado assente no estudo, na reflexão crítica, na observação e na experimentação”. Esta atividade insere-se nos domínios de intervenção da biblioteca escolar, no âmbito do quadro estratégico 20-27 e do perfil dos alunos à saída da escolaridade obrigatória.

Nesta iniciativa participaram 102 alunos do 10º e do 12º ano.

cartaz_Ideologia e Eu- Salazarismo.jpg

 

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D